OUÇA: Por causa de preço, Marcos pode suspender convênio com Exército.

Campo Grande(MS) – Na gestão do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), foram pagos R$ 1 milhão 460 mil,  6,3% do total doas obras, de R$ 23 milhões e  R$ 500 mil.  A maior parte  R$ 19 milhões, são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade para a execução da obra. O restante, R$ 4 milhões, corresponde à contrapartida da prefeitura. 

O prefeito Marcos Trad anunciou que vai rever o valor – considerado por ele alto – do convênio firmado com o Exército para pavimentação das ruas Guia Lopes e Brilhante e avenidas Marechal Deodoro e Bandeirante, em Campo Grande. A revisão pode resultar, inclusive, na anulação do convênio. Em novembro do ano passado,  parte de maquinário do Exercito procedente de Cuiabá, seria enviado para Campo Grande para começar a obra de infraestrura, seria a primeira ser realizada em uma área urbana no Brasil, já que o departamento de engenharia do Exército tem experiência de implantação de pontes e rodovias. Ouça a declaração de Marcos Trad pela Rádiowebms.

 

Da redação

foto Divulgação.