Motociclistas ganham faixa exclusiva em semáforos na capital de MS

Motociclistas de Campo Grande ganharam, nesta quarta-feira (9), uma faixa exclusiva para espera nos semáfotos em vários cruzamentos da região central. Segundo a prefeitura municipal, o projeto “Moto na Frente”, da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) tem objetivo de aumentar a segurança para motociclistas e evitar acidentes.

 

O projeto é baseado na resolução nº 5550/2015 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que permite em caráter experimental essa sinalização. A intenção é diminuir o conflito entre motos e carros e garantir a segurança dos pedestres, já que a faixa de motos fica antes da de pedestre.

A faixa de espera de motos foi implantada na avenida Ernesto Geisel, esquina com a avenida Fernando Correa da Costa até a rua Cândido Mariano.

A sinalização horizontal ajuda a reorganizar o fluxo de veículos e deve ser expandida para vias de grande fluxo e bairros também, segundo o prefeito da capital, Alcides Bernal (PP).

Ele também ressaltou que os acidentes de trânsito e as vítimas com traumas decorrentes de acidentes com motociclistas são um “grande flagelo para a saúde pública”.

 

Segundo o diretor de Trânsito da Agetran, Carlos Alberto Pereira, o projeto da área de segurança já foi implantado em outras capitais como Fortaleza e São Paulo, além de São José dos Campos (SP). Na capital de Mato Grosso do Sul, a média é de 18 acidentes por dia envolvendo motociclistas, segundo Pereira.

Após o lançamento do projeto, a Agetran vai fazer campanhas educativas para motoristas e motociclistas uma vez por semana, durante 45 dias, para avaliar o número de infrações e acidentes. Se o resultado for positivo, a sinalização será implantada também em vias como a Lúdio Coelho Martins.

Pereira ressalta que a faixa para motociclistas é opcional, mas, caso os demais condutores ultrapassem a faixa de contenção, serão multados por infração média em R$ 127.

 

Fonte:G1.MS

Foto:Redação

 

Magali Flores