Janot pede afastamento de Eduardo Cunha da presidente da câmara Federal.

Campo Grande(MS) – O presidente da procuradoria Geral da República Rodrigo Janot pediu na noite de quarta feira(17-12), o afastamento do presidente da Câmara dos deputados Eduardo Cunha(PMDB), investigado na Operação Lava Jato, o pedido é  para que Cunha de afaste do cargo de presidente e de deputado Federal. Para a Procuradoria, Cunha usa,  cargos para interesses pessoais e para evitar que as investigações contra ele continuem.

As apreensões feitas na terça feira(16/12) na casa de Cunha reforçam  provas na força tarefa. Cunha pode estar envolvido em vendas de medidas provisórias  e de projetos de lei. Cunha riu da medida de Janot acusado por ele de tentar tirar o foco de afastamento da presidente Dilma do cargo.

 

A revista Época publicou que a procuradoria Geral da República tem provas de que Cunha teria contas na Suiça e em Israel, para a liberação de dinheiro do FGTS. Cunha teria recebido R$ 52 milhões para ajudar empresários a liberar os valores. A Caixa Econômica Federal, não confirma. A base de apoio a permanência da presidente Dilma comemorou a medida, o deputado Henrique Fontana do P, defendeu afastamento imediato do presidente da casa. O  pedido de afastamento de cunha foi protocolado no Gabinete do Ministro Teoriza Vasquez, relator da Lava Jato. A decisão deve sair no plenário da Corte.

 

Da redação

Foto: Luis Macedo? Câmara dos Deputados.