Depois de 25 anos, policia prende Cesário por desvio de milhões na FFMS

Campo Grande(MS) – Francisco Cezário de Oliveira, de 77 anos, presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), foi preso na terça-feira (21) durante a Operação Cartão Vermelho, que investiga um crime  de lavagem de dinheiro que soma  R$ 6 milhões desviados da entidade. A operação, conduzida por agentes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, também emitiu mandados de prisão para outras seis pessoas. Na residência de Cezário, na Vila Taveirópolis, em Campo Grande, os agentes apreenderam mais de R$ 800 mil em espécie e uma arma de fogo.  A operação de busca e apreensão no imóvel durou  quatro horas. Cezário, que é advogado, foi acompanhado por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil durante a ação.

Conhecido por seu longo tempo à frente da FFMS, Cezário está no sétimo mandato como presidente, uma posição que ocupa há quase 28 anos, com uma breve interrupção de oito anos quando foi prefeito de Rio Negro. A última eleição ocorreu em 2022, quando venceu com chapa única   depois de uma disputa judicial. De acordo com o Ministério Público, a investigação de 20 meses revelou a existência de uma organização criminosa dentro da FFMS,  para  desviar fundos procedente do  Estado de Mato Grosso do Sul e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Uma das estratégias usada pelo grupo era a realização de saques frequentes e em pequenas quantias das contas bancárias da FFMS,  ultrapassando R$ 3 milhões. Outro método de desvio envolvia diárias de hotéis durante jogos do Campeonato Estadual de Futebol. Segundo o Gaeco, parte dos valores pagos aos estabelecimentos era devolvida aos integrantes do esquema.

Entre os internautas, Almir Case questiona, onde está a novidade ?? Valdemir Anjolin questiona como um dirigente passa 28 aos roubando uma diretoria conhecida e só agora a policia investiga. Cesário já foi  chamado de ladrão na imprensa nacional por dirigentes de clubes como Corinthians e Flamengo.

 O  outro lado; A defesa de Cezário disse que os esclarecimentos serão prestados oportunamente. E pediu para aguardar esclarecimentos diz a nota assinada pelos advogados, André Borges e Julicezar Barbosa. Assessoria de imprensa do MPE não comentou.

Da redação

foto Divulgação.